Ele Queria Muito Mais Que Um Fio Terra

Não sabia o que estava acontecendo, mas sentia que havia alguma coisa de errado porque o meu marido ficava me evitando. Tentei conversar, perguntei diretamente se estava acontecendo algo e ele dizia que estava tudo bem, mas continuava me evitando, fazia mais de um mês que nos não transávamos e eu já estava ficando alucinada, subindo pelas paredes, mas toda vez em que eu investia, ele me travava. Comecei a achar que pude-se haver algo de errado comigo para que ele me rejeita-se assim, mas não era o que parecia com tantas cantadas que eu recebia ao sair na rua, eu continuava linda e sex, e provocando a atenção dos homens, só não estava provocando a atenção do meu marido e não sabia mais nem o que fazer.

Fomos para cama e depois de mais uma tentativa frustrada eu vi ele virar para o lado e dormir, chorei calada ao seu lado, andei de um lado para outro impaciente e depois fui remexer nas suas roupas pensando que acharia algum vestígio de uma outra mulher, mas me surpreendi ao encontrar escondido nas suas roupas uma revista do gênero gay, junto também havia um vibrador e uma pomadinha lubrificante, me refiz tentando imaginar para que ele teria aquilo guardado já que ele nunca havia usado aquilo comigo, foliei a revista e vi homens musculosos tendo relações, era bizarro mas eu já estava a tanto tempo sem ver um cacete duro que acabei ficando excitada em ver aquela relação, em ver aquele cacete enorme dilacerando o cuzinho do outro cara, voltei a olhar para aquele vibrador sem querer acreditar que poderia ser o que eu estava pensando, não o meu marido, não poderia ser aquilo que passava pela a minha cabeça ou seria. 

Ele estava adormecido quando eu voltei para cama decidida a descobrir se realmente era o que eu estava pensando, levantei o lençol e com jeitinho fui abaixando a sua cueca, depois eu comecei a lhe chupar e o seu cacete murcho se desenvolveu na minha boca, ele acordou no susto e ainda tentou me segurar mas já estava muito excitado para querer me parar e permitiu que eu continua-se lhe chupando, quando ele começou a relaxar e foi ficando bem a vontade, eu aproveitei para abri bem as suas pernas, comecei a chupar as suas bolas e a lamber o seu saco, me abaixei um pouquinho e entre uma lambida e outra a minha língua tocava no seu cuzinho lhe arrancando gemidos, fui insistindo, insistindo ate que ele acabou levantando as suas pernas e a minha língua começou a forçar direto no seu cuzinho, ele sugava o ar e gemia de prazer enquanto a minha língua tentava lhe invadir, mesmo eu não querendo acreditar, não tinha como negar aquela excitação dele quando eu forçava a minha língua no seu cuzinho e então eu lhe enfiei um dedinho no rabo, voltei a chupar o seu cacete que já estava amolecendo enquanto friccionava o meu dedinho no seu rabo. Ele gemia e o seu gemido me deixou tão excitada que eu acabei gozando, enfiei uma das mãos dentro da minha bermudinha e fiquei esfregando o meu grelinho, com a outra eu friccionava um dedinho no cuzinho dele enquanto a minha boca chupava o seu cacete.

Ainda faltava descobrir mas uma coisa e a bermudinha que eu vesti cairia bem ao meu propósito, passeio o vibrador pelo zíper e ajustei para que ele não fica-se balançando, o escroto não deixava ele sair da minha bermudinha e aquela vibração em cima da minha pélvis me deixava louca, então eu apontei aquela borracha no cuzinho dele e fui empurrando, ele me segurou pedindo para que eu fosse de vagar e eu fui pressionando lentamente ate enterrar tudo no cuzinho dele, comecei a fazer o vai e vem e a lubrificação só tinha sido a minha saliva ate então, a borracha ainda travava um pouquinho para deslizar e ele tentava novamente me conter me pedindo para que eu tivesse calma e fosse devagarzinho, mas eu preferi tirar tudo e emplastar o vibrador de lubrificante e quando recoloquei aquela borracha no seu cuzinho, escorregou tudo de uma vez só lhe fazendo urrar de dor e prazer. Eu estava tão excitada com aquela vibração em cima da minha pélvis que não dei ouvidos a sua dor e continuei fazendo o vai e vem cada vez mais rápido e mais forte porque eu estava querendo gozar, meti, meti e meti ate começar a me tremer toda em cima dele num gozo alucinante e ele carinhosamente me envolveu em seus braços completando a minha felicidade, mas tive que sair por um segundo dos seus braços só para poder tirar a minha bermudinha encharcada porque se não o vibro não parava de me fazer gozar.     

    Contos relacionados

    Fudendo Em Casa!!!

    Na agitação de sábado à noite eu e meu namorado Celso fomos à boate da cidade para curtimos um pouco as férias dele, arrumei todo meu visual pra aquela noite que prometia muita badalação. Como combinado, as 23:00 horas, Celso passou em minha casa...

    Menage Feminino (verídico)

    A culpa foi do SOL Certa vez, eu e meu marido tinhas programado passar uns dias no litoral. Ele teria compromissos profissionais lá. Teria que faze rum acompanhamento de evento por 3 dias , e sempre a tarde, ele ia trabalhar. Tenho uma amiga que nos...

    Uma ótima Gozada

    Uma ótima gozada Bem esse é o meu primeiro relato, que aconteceu por volta de 2002. Algumas coisas realmente não são fáceis de tirar da nossa memória.  Eu estudava fora e a cada 15 dias vinha para casa de meus pais para lavar a roupa...

    Segredos De Uma Mulher Casada

    Segredos de uma mulher casada As coisas acontecem, a gente nem sempre consegue entender por que.Eu,  uma mulher casada,  bem resolvida,  um bom marido,  filhos adolescentes, mas ajuizados, enfim,  uma vida que não poderia...

    ?papai Gosta Dela Peluda

                         papai gosta dela peluda Conto enviado por:Mayara Nascimento Não sou uma mulher perfeita fisicamente,nem muito exótica como as que vejo descritas em todos os contos que leio, como se fossem uma...

    Meus Gêmeos

    Meus Gêmeos Infelizmente nesse conto cabe poucas linhas mesmo cortando pequenos detalhes vou revelar o meu segredo, que ocorreu no fim do ano passado, exatamente a 1 semana do natal. Em uma festa conheci um grupo de amigos, entre eles gêmeos,...



    contoeeoticotia contoscontoerotico. comcontos eróticos virgemconto exibicionismocontos eróticos onlineconto eroticahistória de sexo real incesto encoxadasconto erotico dentistacontos de pai comendo filhaconto ninfetaconto erotico cornoconto de sacanagemcontos eroticos sadomasoquistapriminha contosontos erotioscontos eróticos sadowww.contos eroticoscontos eroticos com empregadacontos de insestoconto erotico irmacontos eróticos textonmeus fetiches contos eroticoscontos eróticos comi minha irmãcontos de orgiacontoerotococontos eróticos familiacontos de fodacontos eroticos empregadacontos de swingconto travestiporno contoscontos eróticos mae e filhocontos eróticosincestocontos eroticos casa dos contoscontos eróticos com cavalocontos eroticos com tiasdei o cuzinhocontos amadorescontos irmamelhores contos de sexoclube de cornoscontos de encoxadascontos tiacontos insestocontoeeoticocontos eróticos cornoscontos eroticos pedreirosforum eroticoconto erotico professoracontos eroticos encoxadashistórias de putariacontos eróticos amadorcontos eróticos negaosite de contos eroticoscontos eroticos massagemcontos eroticos de irmao e irmaconto cuzinhocontos eroticos onlinecontos eroticos sem viruscontos eroticos alunacontos eroticos mae e filhocontos eroticos de virgemencoxadas no busaocontos eroticos flagracontos de namoradoscontos exibicionismocontoseroticos incestocontos eróticos cornocontos eroticos melhoresconto erotico com negaocontos eroticos de lesbicascontos de trepadascomendo a prima contoscontos eróticos verídicocontos de incesto realconto erotico masturbacaocontos eroticos para mulheresconto eróticosconto erotico no trabalhoconto erotico tiacintos eroticisconto erótico irmãconto erotico proibidocontoerotico. comcontos eroticos pra gozarcontos eróticos com cavalocontos eroticos no onibuscontos de sexo em familiacontos eroicosconto erótico lésbica